Sem categoria

Eminem responde faixa diss do MGK com a inédita "KILLSHOT"; ouça

Em 2012, Machine Gun Kelly fez comentário no Twitter com tom humorado, porém vulgar, sobre a beleza da Hailie, filha do Eminem. O rapper de Detroit pareceu não ter digerido bem situação, visto que o autor do hit "Till I Die" foi impedido de ir à sua estação de rádio Shade 45 desde então.

No passado, MGK abordou assunto em algumas faixas, afrontando Em', sendo retribuído com jabs em faixas do rapper de Detroit. Alvo de ataques subliminares do Machine Gun Kelly na música "No Reason" de autoria do Tech N9ne, lançada no primeiro semestre do ano, Eminem acabou lhe respondendo de forma feroz na track "Not Alike" do seu novo álbum Kamikaze, divulgado de surpresa no dia 31 de agosto, podendo você entender essa situação melhor clicando aqui.

Diante então de todo esse cenário, Machine Gun Kelly resolveu cair para cima na treta, lançando faixa diss "Rap Devil" na manhã de 3 de setembro, o qual título parece antagonizar com o do notável hit "Rap God" do Eminem. Trazendo linhas ousadas, bem boladas e afiadas, a canção gerou grande repercussão na cena, tendo clipe ultrapassando já de 70 milhões de visualizações no Youtube.

No som, MGK faz piadas com a barba do Eminem, debocha rimando que ele se isola excessivamente da sociedade, menciona o nome da sua filha Hailie fazendo referência à antiga faixa "My Dad’s Gone Crazy" do rapper de Detroit, onde ela contribui com vocais.

Além disso, o artista de Cleveland aponta Em' sóbrio como um cara "entendiante e velho", se refere a ele como "bitch", afirmando que apesar do rapper ser conhecido como um grande praticador de bullyng no hip-hop, não consegue lidar com uma simples piada, carregando mágoa sobre algo dito em 2012, falando que Eminem demorou 6 anos para respondê-lo com um álbum surpresa, e que há anos ele não faz mais músicas boas, e mais. Machine Gun Kelly afirma que a única diferença que tem com Eminem é que ele possui um grande produtor como Dr. Dre ao seu favor, ridiculariza o fato dele tê-lo lhe impedido de ir à sua estação de rádio, apontando seu comportamento como o de uma criança mimada.

Embora em partes do som reconheça o legado e grandeza do Eminem, MGK diz que o "verdadeiro Slim Shady não consegue mais se levantar", fazendo referência ao clássico hit "The Real Slim Shady".  No final do som, Machine Gun Kelly faz alusão sobre treta que trava com G-Eazy, onde afirmou em recente freestyle ter ficado com sua namorada Halsey após já reatado rompimento do casal, rimando: "eu já fo## a garota de um rapper essa semana, não me faça chamar Kim [famosa ex-mulher do Eminen]", entre outras coisas.

Machine Gun Kelly foi elogiado por parcela do público pela sua coragem em lançar som, enquanto outros diziam que ele assinou seu atestado de suicídio, dado a grande reputação de Em' sobre lidar com tretas de modo implacável. "Eu estou levantando a bandeira não apenas por mim, mas pela minha geração. Eu estou fazendo a mesma mer## que você fez nas antigas. A vida ainda continua real aqui do meu lado, e eu tive que tirar um tempo da correria para me defender de alguém que eu chamei de um ídolo. Com amor, Rap Devil", declarou MGK sobre sua ideia de atacar Eminem em faixa diss em recente publicação no Twitter.

Durante recente entrevista com Sway, Eminem explicou sua rincha com Machine Gun Kelly, declarando: "a parada é que.... Apenas pra registrar, a parada que estava rolando é que ele estava falando da minha filha. Eu nem sabia disso, até tipo um ano e meio depois, ok, isso nunca entrou no meu radar, e então, um dia você sabe quando você fica fuçando a porr# do Youtube e tal? Então eu vi um título: 'Machine Gun Kelly fala sobre a filha do Eminem', algo sim, sacou? Então eu fiquei tipo: 'que por## é essa', e cliquei. Então começa com ele basicamente na imprensa, basicamente falando sobre Hailie. Eu fiquei tipo: 'que po### é essa?'. Aí meu mano, melhor dar uma relaxada, sacou? Então essa não é a razão pela qual ataquei ele. A razão pela qual eu ataquei ele é mais insignificante que isso. A razão pela qual eu mandei um jab pra ele é porque ele primeiro disse: 'eu sou o melhor rapper vivo desde que meu rapper favorito me baniu da Shade 45' em um freestyle, ou o que quer que seja que ele tenha dito, sacou? Como se eu estivesse tentando brecar a carreira dele. Eu não estou nem aí pra carreira dele. Você acha que eu realmente penso em você? Você sabe quantos rappers são melhores que você? Você nem mesmo entra na conversa. Eu não to nem aí se você está estourado, se não está, não importa pra mim, mas então você entra no álbum do Tech N9ne, e então começa a mandar jabs, e a galera começa a me chamar, tipo: 'aí, o Machine te tirou, te atacou, e então eu ouvi, e foi tipo: 'ele realmente tá me atacando?'.

Após então explicar que presumiu que de fato estava sendo alvo atacado, Eminem disse: "agora eu tô no meio dessa parada esquisita porque eu to tipo: 'eu tenho que responder esse filho da pu##'. Eu os deixo maiores entrando nessa parada, onde eu to tipo: 'eu quero destruí-lo, mas eu também não quero deixá-lo maior'. Tá entendendo o que tô falando? Porque você é a por## de um inimigo Então, eu vou deixar assim: eu não tenho certeza exatamente sobre o que eu vou fazer agora. porque eu meio que estou vendo o que...". Sobre sua opinião referente à faixa diss "Rap Devil", ele declarou: "não é mal para ele, ele tem algumas linhas boas nisso", posteriormente negando linha do som em que MGK alega que o rapper telefonou dizendo ao Diddy Interscope para repreendê-lo, então finalizando: "não parece nem mesmo uma diss para mim. Isso parece tipo, lamentável. Eu me sinto mal por algo que eu tenho que fazer, então é isso que aconteceu. então é isso que ele fez, ele respondeu minha resposta, então independente do que ele quer dizer: 'uuui, não sei o que de 6 anos atrás', filho da pu##', mano cala boca, cala boca. Então agora eu estou te falando o motivo disso. Eu vou me sentar e esperar por um segundo apenas pra pensar, porque se eu for responder todo mundo rebatendo o álbum Kamikaze, a gente vai ficar 5 anos nessa [...]".

Após então deixar público em grande expectativa por possível resposta, Eminem rebateu MGK com faixa diss "KILLSHOT" nessa sexta-feira (14). Confira:



No material, Eminem compara MGK com Stan, personagem fictício que ele criou em hit com esse mesmo título, o qual é um fã fanático e acaba se suicidando após achar que não seria correspondido em carta de afeto. O rapper de Detroit também diz que apesar de já não ser tão jovem e viver momento de auge comercial, tem seus fiascos vendendo mais do que os maiores hits da carreira do Machine Gun Kelly, afirmando que prefere ser quem é com 80 anos do que o artista com 20.

O autor do álbum Kamikaze rima que deixará nome do MGK na história ao lado de Ja Rule e Benzino, rivais o qual grande parte do público aponta que ele liquidou em tretas, por ter mencionado sua filha Hailie em vão. Fazendo um trocadilho com a palavra "shade", que significa "sombra" em inglês, o autor do hit Kamikaze rima: "enquanto eu ser Shady, ele vai ter que viver pela minha sombra".

Eminem também questiona se a diss que recebeu do MGK foi realmente um ataque ou carta de amor, dado grandes elogios contidos nela, onde inclusive é apontado como o maior de todos. Tendo em mente fato de que Diddy é o dono da gravadora que o rapper de Cleveland é assinado, o qual foi mencionado em diss "Rap Devil", o autor do álbum Kamikaze brinca: "esse idiota toma pílulas e acha que tem habilidades, mas Kells, o dia que você lançar um hit é o dia que Diddy admitir que ele contratou o assassino que matou Pac [essa parte tem um trocadilho com a palavra "hit" usando o termo "put a hit out on", que significa "contratar um assassino de aluguel". Vale também lembrar que desde a morte do 2pac circulam conspirações sobre a possibilidade de Puff Daddy ter envolvimento nela por treta entre a Bad Boy Records e Death Row na época]

Eminem ainda rima que MGK se olha no espelho e acha que é ele por ser loiro e usar brinco, mas que isso está longe da realidade. No final do som, o rapper de Detroit manda um salve para Diddy pela controversa rima sobre o magnata hip-hop envolvendo a morte do Pac, dizendo: "ah, e você sabe que eu tô brincando, Diddy, você sabe que te amo", o que é uma referência ao final da clássica faixa "Kill You", onde o artista fala algo semelhante.

Em uma visão mais ampla, Eminem traz jogos de palavras e referências em praticamente todas linhas do som, o qual conta com grande dose de voracidade, e tudo que foi dito aqui em matéria é apenas um breve resumo dos versos. Você pode conferir a letra de "KILLSHOT" completa em inglês clicando aqui.
Eminem responde faixa diss do MGK com a inédita "KILLSHOT"; ouça Eminem responde faixa diss do MGK com a inédita "KILLSHOT"; ouça Reviewed by John Lucca on setembro 14, 2018 Rating: 5
Sabia que estamos no Instagram?

Não perca nenhuma novidade do Rap 24 Horas. Siga-nos clicando no botão abaixo!

* CONTEÚDOS EXCLUSIVOS!

comentários