Conheça JD On Tha Track, produtor brasileiro que já teve Rick Ross, Rich Homie Quan, Soulja Boy e + rimando em seus beats

Rick Ross Rich Homie Quan são grandes estrelas do rap americano, as quais já vimos rodar bastante pelo nosso blog ao longo dos últimos anos, e acredite, um brasileiro já teve a honra de ter esses grandes nomes e mais outros de respeito da cena internacional rimando em suas batidas. Estamos falando de João Duarte, jovem de 20 anos nascido em Osasco, São Paulo, que hoje reside em Valinhos, o qual assina trabalho musicais como JD On Tha Track.

Grande fã de rap, JD começou a acompanhar a cena por nomes como Wiz Khalifa, Ace Hood, Gucci Mane, entre outros na virada da última década. Super interessado pelos instrumentais que os artistas utilizavam em seus sons, ele acabou se aprofundando no assunto, vindo posteriormente a conhecer vídeos do Lex Luger no Youtube, um dos grandes pilares da cena trap, e aprendendo a mecânica do negócio.

Uma publicação compartilhada por JD On Tha Track (@jdonthatrack) em

Por volta de 2012, JD resolveu então a fazer seus primeiros beats de forma despretensiosa, usando o FL Studio como ferramenta, e no ano seguinte ele começou a disponibilizá-los no Youtube. Focando no cenário internacional, JD vendeu sua primeira batida em 2013, a qual foi adquirida por Lil Flo Malcom por apenas 30 dólares, que na época integrava a banca SODMG do Soulja Boy.

Posteriormente começando a investir nos famosos "type beats", que são batidas feitas inspiradas no estilo de determinados artistas, o jovem sempre fez questão de não ser apenas mais um, deixando identidade impressa em cada uma das sua produções. "Os produtores precisam ter seu estilo próprio, você percebe hoje em dia que o Southside tem o estilo dele, Young Chop tem o estilo dele, o TM88, Will A Fool, etc. Então por mais que você vá fazer um beat pensando em um artista, deixa sua essência nele", declarou, frisando a importância de ser autêntico.

Batalhando com perseverança no circuito, ele se uniu com Yung Lan, produtor com caminhada de respeito no cenário trap americano, para fazer instrumental no final de 2015, o qual Fat Trel, integrante da MMG, acabou adquirindo e transformando na faixa "Ha Ha Ha".




Devido a essa questão, JD acabou criando um grande vínculo com Fat Trel, que lhe deu conselhos e o inseriu na indústria americana. Com esse impulso, o jovem começou a trabalhar com diversos artistas da gringa, e no final de 2015 ele enviou beats para o e-mail do Lil Reese, tendo um desses se tornado a faixa "See Or Saw", que em janeiro de 2016 ganhou um remix oficial com colaboração do Rick Ross.





"Teve um dia que eu enviei uns beats para o Lil Reese, e aí eu estava de boa em casa, e vi que meu Twitter estava bombando, e quando fui ver meu nome estava no álbum Supa Savage 2 dele, aí eu não acreditei", relata JD sobre trabalho. "Depois de um tempo o Rick Ross entrou no remix, e isso foi sensacional, trabalhar com dois caras assim que curtia muito e acompanhava na época, eu nunca achei que fosse chegar tão longe. Então é uma sensação muito boa e gratificante, saber que as pessoas curtem seu trabalho e ver comentários positivos sobre minhas produções, claro que tem os haters, mas faz parte, e você não pode deixar isso te afetar. Sou muito grato por tudo que conquistei até hoje, eu nunca imaginei que fosse chegar tão longe. Ainda que eu tenha uma longa estrada pela frente", reflete o jovem sobre episódio.

Firme na sua correria, JD chegou a assinar trabalhos com Soulja Boy, Shy Glizzy, SD, Mozzy, Montana Of 300, Rico Recklezz, Ralo, Rich Homie Quan Tadoe, Yung MaziLud Foe, Lil Lonnie, FBG Duck, entre outros rimando, tendo ainda enviado um pacote de beats para Lil Durk no começo de 2018, que foram transformados em sons, os quais ele acredita que devem ser divulgados até o final do ano.









JD conta que por conta do seu trabalho, chegou até mesmo a desenvolver uma relações com Montana Of 300, Rico Recklezz, entre outros, com quem conversa de vez em quando. Se tratando de produções, além do Yung Lan, como mencionado anteriormente, ele já dividiu beats com  CashMoney AP e Ness Beats, que são nomes de conceito na cena trap lá fora, os quais já assinaram canções do A Boogie, NBA YoungBoy, e mais.

Apesar do seu respeitado portfólio, JD nunca viajou para os Estados Unidos para produzir por questões logísticas, mesmo com convites, mas planeja fazer isso mais para frente. Por conta da falta de trabalhos com que se identificasse no Brasil no início da sua carreira, JD vinha focando mais no mercado americano ao longo desses últimos anos, o qual sempre teve como grande referência, mas vendo as proporções que a cena local tem tomado, ele agora também vem colocando os olhos aqui.

Recentemente, o jovem assinou produção do single "Shalom." do Raffa Moreira com Delatorvi, e mais trabalhos seus com artistas brasileiros devem chegar às ruas com o tempo. Grato por tudo apoio que tem recebido, JD quer inspirar o mundo inteiro com suas batidas assim como é inspirado, e fazer a diferença.



Aos produtores mais novos, ele aconselha a persistirem na sua correria, mesmo nos momentos mais difíceis, e sempre se manterem autênticos.

Acompanhe o trabalho do JD em redes sociais.

Instagramhttps://www.instagram.com/jdonthatrack/
Twitterhttps://twitter.com/JDOnThaTrack
Conheça JD On Tha Track, produtor brasileiro que já teve Rick Ross, Rich Homie Quan, Soulja Boy e + rimando em seus beats Conheça JD On Tha Track, produtor brasileiro que já teve Rick Ross, Rich Homie Quan, Soulja Boy e + rimando em seus beats Reviewed by John Lucca on maio 17, 2018 Rating: 5
Sabia que estamos no Instagram?

Não perca nenhuma novidade do Rap 24 Horas. Siga-nos clicando no botão abaixo!

* CONTEÚDOS EXCLUSIVOS!

comentários